Proteger os lobos e ursos? Yes, we can't!

clique para aumentar e ler

Resumo:
Idaho, EUA. Medidas estão ser tomadas pela administração de Barak Obama para retirar o estatuto de proteção aos lobos e ursos. Rancheiros declaram que este animais têm atacado o seu gado. É esperado que os ambientalistas se manifestem contra e resistam a esta mudança.

Nota do bloguista: Extraordinária é a facilidade com que se revertem as medidas de proteção dos animais perante as queixas habituais. Os rancheiros devem obviamente ser compensados pelas investidas destes animais, mas estarão os lobos e os ursos a atacar o gado porquê? Será porque o seu habitat natural está a ser destruído? Enfim...
The Times, December 3 2010 (http://www.thetimes.co.uk/)

Loja de brinquedos impedida de apresentar pinguins verdadeiros

clique para aumentar e ler

Resumo:
Londres, Reino Unido, Portugal. Hamleys, uma loja de brinquedos, que pretendia apresentar pinguins vivos como umas das suas decorações de natal, foi forçada a abandonar a ideia depois de protestos de amantes de animais, apoiados pela Captive Animals' Protection Society. Os directores da loja admitiram ter interpretado erradamente a opinião do público.
The Times, December 3 2010 (http://www.thetimes.co.uk/)

Relembrando a legislação que em Espanha prevê prisão para os maltratadores de animais domésticos

Foi em 2004 que os espanhóis alteraram a sua lei e passaram a prever penas de prisão de 3 meses a 1 ano para aqueles que maltratam animais, nomeadamente:
 -As pessoas que maltratem cruel e injustificadamente os animais domésticos, causado-lhes a morte ou lesões que resultem numa deficiência física grave.

Mais ainda, esses maltratadores de animais ficam impossibilitados, durante três anos, de exercer qualquer comércio ou profissão relacionado com animais.

Não sendo tudo perfeito, nem nesta lei - o abandono de animais, por exemplo, não é considerado uma delito grave, nem no país - que tem o maior número anual de festividades cruéis envolvendo animais, são pelo menos passos no sentido certo.

Mudaram de casa, abandonaram o gato na rua e deixaram os cães na varanda

clique para aumentar e ler


Resumo:
Gondomar, Portugal. Dois cães estão há três semanas presos numa varanda, sem água e comida, abandonados por uma família que mudou de casa. O gato foi abandonado na rua. As autoridades foram chamadas pelos vizinhos quando estes se aperceberam, mas não resgataram os animais. Os vizinhos têm tentado tratar dos cães e do gato. Os donos, parece que a única coisa a que ficaram condenados foi a apresentar a chave de casa, coisa que, não fizeram.
Assim é em Portugal.
JN, Novembro 30 2010 (http://jn.sapo.pt)

Condutor, que arrastou pela estrada uma cadela amarrada ao seu carro, foi condenado

clique para aumentar
 
Resumo:
Em 2008, Espanha, uma cadela foi arrastada durante cerca de 2 quilómetros, amarrada à traseira de um automóvel. 
O maltratador decidiu fazer-lhe isto porque ela vomitou dentro do carro.
A Polícia foi avisada, seguiu o rasto de sangue e encontrou tanto o veículo como o condutor e este foi imediatamente indiciado.
Este maltratador de animais foi condenado a 6 meses de prisão, que não cumpriria porque não tinha antecedentes, tendo sido esta pena subsituída por 1080€ de multa, e ainda proibido de manter qualquer profissão ou contacto com animais durante 1 ano.

A cadela, felizmente, não obstante as graves lesões, depois de tratada por veterinários, recuperou. 

História completa aqui: Final feliz para una perrita maltratada

Quando os maltratadores de animais somos (quase) todos nós...

clique para aumentar e ler

Resumo:
Todos os anos morrem 73 milhões de tubarões no mundo inteiro, sobretudo devido à cobiça da sua valiosa barbatana. No Atlântico norte, estima-se que são 1,3 milhões, de várias espécies migratórias - a maioria em vias de extinção, que morrem devido a um sector que não tem praticamente regulamentação. A protecção destes predadores dos oceanos, a nível internacional, é virtualmente inexistente, com excepção de uma única lei que limita a quantidade de pesca para apenas uma espécie.
Para poupar espaço nos barcos de pesca, muitas vezes as barbatanas são cortadas e o tubarão, ainda vivo, é largado ao mar onde acabará por morrer.

Nota do bloguista:
Quanto mais tempo demorará o veganismo a atingir a escala mundial?

The Times, November 23 2010, p. 20 (http://www.thetimes.co.uk/)

Relação entre maus-tratos a animais e violência humana

Algumas ideias retiradas deste artigo:


- "Abusar de animales y lastimar niños está íntimamente relacionado".
"Una de las cosas más peligrosas que le pueden pasar a un niño es matar o torturar a un animal y salirse con la suya".

- 21% de los casos de crueldad animal intencional también involucra alguna forma de violencia familiar.

- 13% involucra violencia doméstica. En estos casos, el perpetrador abusa de su pareja y obliga a la víctima a observar la crueldad hacia los animales.

- 7% involucra abuso a niños. En estos casos, el perpetrador abusa del niño y obliga a la víctima a observar la crueldad animal.

- "Identificando abusadores de animales puede ayudar a identificar otras víctimas de violencia dentro de la familia".

Denunciar maus-tratos a animais - DENUNCIE, SEMPRE!

Viu um cão ou um gato a serem espancados?
Sabe onde estão animais em estado miserável devido à negligência dos seus donos?
Assistiu a um abandono ou a outros casos de sofrimento infligido desnecessariamente a animais?

Não deixe chegar a este ponto:


clique para aumentar
Fotos retiradas daqui

Que fazer?

Siga os passos referidos no blog: http://caonavaranda.blogspot.com

Ligue para o SOS ambiente: 808 200 520

E insista. Não aceite um não como resposta.

Denuncie, sempre.

Target, o cão aclamado como herói, foi eutanasiado por engano

clique para aumentar e ler

Resumo:
Target, nome de um cão aclamado como herói depois de ter atacado, na companhia de outros dois cães, um homem-bomba que pretendia detonar-se numa instalação militar dos EUA no Afeganistão, foi eutanasiado por engano num canil do estado do Arizona - EUA, onde vivia depois de ter sido adoptado por um dos soldados americanos.
Target tinha desaparecido da casa dos donos, tendo sido encontrado e posteriormente recolhido por um abrigo municipal. Sem chip que o identificasse, o abrigo colocou online a fotografia de Target, rapidamente identificada pelos donos que pagaram no website a taxa necessária para o recolher. No entanto, um dos empregados do abrigo, não seguindo os procedimentos estabelecidos, erradamente eutanasiou Target.
Uma investigação ao caso foi  lançada, não apenas quanto ao erro humano que, parece, é muito frequente nestes casos, mas aos procedimentos actualmente em vigor nesse abrigo para cães. 
O empregado responsável pelo acontecimento foi despedido.

New York Times, November 18  2010 (http://www.nytimes.com)

Cães abandonados em varandas

Este blog tem mostrado exemplos de maltratadores (sic) de animais que não ficam impunes. Esses indivíduos são rapidamente identificados e condenados pelas autoridades inglesas a pagar multas e ficam proibidos, por longo tempo, de voltar a adoptar um animal.

Em Portugal, autoridades e público em geral têm outra forma de tratar as coisas.
Deixamos andar. Penalizações e responsabilização não existem, aqui, como curiosamente também na esfera política, e dos bons exemplos não quer a imprensa saber.
Os casos de cães abandonados nas varandas são sintomáticos.
Ficam aqui dois exemplos, um de 2006 e outro bem recente, ambos recebidos por email.


2006
clique para aumentar
Resumo:
Não seria nada de anormal. Um cão fechado numa varanda. Já nos habituámos a viver com cães grandes em varandas… mas não a viver na imundice! A Telma apercebeu-se desta situação, porque a porcaria, devido a uma má construção, ía parar no pátio do amigo!
A pessoa não lhe dava comida, bebida e o cão está magro, subnutrido, com as patinhas atrofiadas. Um horror!

Ela chamou a GNR e foi um pandemónio! A única coisa que se conseguiu que ambas as partes concordassem, foi que o cão, ali, não podia ficar!
A dona foi obrigada a manter o espaço do animal com o mínimo de salubridade possível até nós irmos lá resgatá-lo.

2010

clique para ver o vídeo

Resumo:
Este cão, filmado por um residente de um prédio vizinho, é mantido dia e noite numa varanda de um quarto andar. Sendo a última varanda não tem teto e o cão não tem abrigo.



Mais um caso de cães abandonados em varandas:

http://www.abra.org.pt/forum/viewtopic.php?f=4&t=561&start=0&st=0&sk=t&sd=a


No século XXI, não há, nem deve haver, condescendência para este tipo de comportamentos. Os donos têm de ser identificados, penalizados e impedidos de voltarem a adoptar animais.
As leis europeias são claras. Ninguém é dono intocável de um animail e pode decidir provocar-lhe sofrimento desnecessariamente. A todos cabe a responsabilidade de denunciar estes casos.